Cores

Tendências


1/10/2008

Glasurit e as novas tendências de cores na Europa
Mudança suave em vez de revolução nas cores de automóveis


Num futuro próximo, não haverá provavelmente na Europa mudanças bruscas de cores na pintura dos automóveis. Hoje em dia, os tempos são de desenvolvimentos sustentados e alterações leves - também no mundo das cores. É esta a tendência que o fabricante de tintas e vernizes de repintura automotiva Glasurit antevê para as cores dos automóveis na Europa. As mudanças não chegarão a passos largos, mas sim em nuances sutis.

A crescente conscientização da população para questões ambientais continua a ser considerada a tendência suprema na sociedade, influenciando até as tendências de cores no setor automotivo. Porém, além desta inclinação para um comportamento ecologicamente responsável existe outra tendência: enquanto uma parte da população aspira a níveis de qualidade e sustentabilidade cada vez mais elevados, outra parte vê a sua vida condicionada por imperativos materiais.

A indústria do automóvel aposta em duas tendências: carros elétricos, sem emissões, mas por enquanto ainda muito dispendiosos, e automóveis de baixo custo para uma nova camada de clientes que estão invadindo com força o mercado, sobretudo no Leste Europeu e Ásia.

Ponto de partida para ambas as evoluções é o fato de procurarem a mudança conservando. "O mesmo acontece com a escolha das cores das futuras tintas para automóveis", afirma Eva Höfli, designer de cores na BASF Coatings, Alemanha. "O tempo em que apenas se considerava moderno e bom aquilo que era criado de raíz pertence ao passado", é a conclusão a que chega na sua mais recente pesquisa de tendências. Cores de prata e preto continuam a ser as líderes incontestadas entre as cores dos automóveis com nova matrícula na Europa, situação que não registrará grandes alterações no futuro próximo. Azul, vermelho e branco seguem a alguma distância. Os especialistas em matéria de tendências já reconhecem que ambas as evoluções, o boom ecológico e a necessidade de poupar, cada um de maneira específica, serão refletidos no mundo das cores dos automóveis.

Exemplo disso é o prata. As novas tonalidades apresentam-se cheias de efeitos e com muitas nuances. Pigmentos novos conferem ao prata, antigamente uma cor fria, por um lado um toque quente, quase deixando-o parecer orgânico, por outro lado atribuem-lhe as nuances mais sutis de cor. "No futuro, a afirmação "o meu carro é cor de prata, muitas vezes, não será suficiente, porque o leque das possibilidades individuais passou a ser demasiado grande", prevê Eva Höfli.

Tudo se pode imaginar, desde os tons muito claros, quase brancos até uma coloração escura, pesada. Os designers seguem com particular atenção a tendência registrada neste segmento no sentido de uma discrição propositada. "Não é considerado chique aquilo que brilha com mais pompa. Classe, muitas vezes, apenas é revelada no segundo ou terceiro olhar.", diz Eva Höfli. Ao mesmo tempo, para clientes menos preocupados com o design, devem ser desenvolvidas cores cujos efeitos são menos exigentes na produção, mas que mesmo assim não sejam monótonas.

O preto como cor, no futuro, transmitirá todo um espectro de emoções até agora desconhecido. Por um lado, as nuances extremamente puras, de preto profundo; por outro lado, chegam novas tonalidades de preto extremamente cintilantes ou coloridas. Ao contrário do que acontecia até agora, já não terão tendência visível para tons de cinzento, mas combinarão um preto intenso com uma cintilação extrema ou highlights de cores.

Também a tendência para um branco suave, registrada em anos recentes na Europa, se prolongará ainda por algum tempo, sobretudo nos automóveis de primeira categoria do segmento Premium. Quanto às tonalidades de azul e vermelho, a tendência vai para o desenvolvimento de tons muito profundos, intensos e saturados.

Alguma água correrá ainda debaixo das pontes até que as tendências, agora despistadas, se concretizem na pintura de série. Porque os fabricantes de automóveis ainda não fizeram a sua escolha de cores e efeitos. Os fabricantes de tintas e vernizes, como a BASF Coatings Alemanha, ainda não desenvolveram as pinturas de série correspondentes. E só depois podem começar o trabalho da Glasurit de desenvolvimento da repintura perfeita para a pintura em voga.

11/3/2008

Ecologia como fonte de inspiração para novas cores de automóveis


A questão da ecologia ganha cada vez mais importância no mundo, influenciando até o universo das cores das tintas para automóveis. É esta a tendência que a Glasurit, fabricante de tintas e vernizes para a repintura de automóvel, vê para as cores dos automóveis do futuro. As novas cores e efeitos refletem uma simbiose de natureza e técnica capaz de enfrentar o futuro. Assim, a tendência se afasta, por exemplo, dos tons de prata mais técnicos, inclinando para as nuances de prata de matiz sublime.

Na Europa, a gama das cores de inspiração ecológica vai de um branco purista, cor em voga nas suas mais diversas tonalidades, passando pelos tons de pastel e pelas cores de azul e verde intenso que fazem lembrar uma natureza limpa e sã, até aos novos tons de preto, impondo respeito. Também o prata, durante muitos anos a cor dominante em todo o mundo, não tem nada a ver com o prata a que podíamos chamar de técnico usado até agora. Cativa com tonalidades sublimes ou superfícies altamente reflexivas em Liquid Metal. Pigmentos de alumínio e pigmentos que garantem superfícies extremamente cintilantes estão igualmente na moda.

A Glasurit vê uma tendência semelhante para as regiões da Ásia/Pacífico e para a América do Norte: as cores ligam progresso técnico e suavidade, romantismo e natureza. Dá-se mais atenção às superfícies, recorrendo-se a efeitos mutantes ou sedosos e Liquid Metal, até se chegar, por exemplo, à conjugação de azul e verde dando-se a impressão de um mar revolto de tempestade.

Apenas o futuro dirá quais as cores e efeitos ganharão a preferência dos fabricantes de automóveis e, mais tarde, dos clientes finais. Porém, uma coisa é certa: no momento em que um veículo de série sai da linha - seja qual for a cor ou o efeito inusitado -, existe uma solução da Glasurit para a repintura.

Sendo um dos líderes mundiais em matéria de soluções para a repintura de automóveis, a Glasurit está presente em todos os mercados relevantes e coopera com os fabricantes de automóveis mais importantes.